terça-feira, 7 de agosto de 2007

Evo Morales pela unificação da pátria

"Recebemos aqui nossos irmãos indigenas. Passamos muito tempo sem conhece-los. Agora lutamos juntos para manter a Bolivia unida e, assim, vamos construir um pais forte e desenvolvido". Evo Morales, em discurso durante o 182° aniversario das Forças Armadas bolivianas, uma marcha militar realizada no aeroporto Trompillo, em Santa Cruz, que, pela primeira vez, contou com participaçao dos povos indigenas de nove departamentos (estados) bolivianos.

Cerca de 62% da população boliviana é indígena, sendo a maioria de origem quechua e aymara. De acordo com a Comissão Economica para a América Latina (Cepal), 72% dos indígenas vivem em áreas rurais e tem dificuldade de acesso a água potável, além da falta de infra-estrutura para saneamento básico, fato que contribui para uma alta taxa de mortalidade infantil, sendo considerada a mais alta da América do Sul. De descendencia indigena direta, o próprio presidente perdeu seis irmãos ainda na infância. Uma das marcas do governo Morales é o investimento em melhorias para os indigenas, a começar pelo reconhecimento étnico-cultural dos povos originários da Bolívia.




"As três cores da bandeira boliviana representam a unificação dos povos que vivem nesse país. A presença das Forças Armadas e dos povos indigenas não é uma provocação a ninguém. É apenas para que todos sejam reconhecidos", garantiu Morales.

4 comentários:

Diego Mascarenhas disse...

Parabéns pelas imagens, Tássia!

Seo Ari disse...

Legais as imagens, Tassinha. Os textos tb. Parabenize a equipe.

Besos,

Seo Ari

Bito - Retirante disse...

Que orgulho, Tassinha... vendo a história acontecer bem na sua cara... e sua lente esperta não deixa passar nada!!!
Fique em paz!
Boa sorte pra vcs todos, viu?
To adorando acompanhar o noticiário... ehhe

sticker disse...

dior uk
fendi
fendi purses
discount fendi
fendi handbags